Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Antecipação

 

E aqui estão as capas dos novos trabalhos de Milton Nascimento e de Ney Matogrosso. “Novas Bossas” é o nome do disco de Milton que conta com a participação da Jobim Trio e traz-nos regravações de temas como “A felicidade” de Tom e Vinicius ou “O vento” da autoria de Caymmi. Já o disco de Ney Matogrosso de nome “Inclassificáveis”, apresenta o registo em estúdio de algumas das composições que o cantor apresenta na sua actual digressão como “Ode aos ratos” (Chico Buarque e Edu Lobo), “O tempo não pára” (Cazuza e Arnaldo Brandão) e “Divino maravilho (Caetano Veloso e Gilberto Gil).
publicado por rayoflight às 23:57
link | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

The New Bossa Nova

“The new Bossa Nova” é o novo e belíssimo disco de Luciana Souza.
Recheado com versões de algumas das canções favoritas da cantora como “Down to you” de Joni Mitchell ou “When we dance” de Sting em leituras jazz/ bossa-nova o disco ganha pontos pela qualidade do reportório, a interpretação cuidada da cantora, os arranjos magníficos e a produção exemplar de Larry Klein. E é bonito descobrir uma nova alma em canções como “Satellite” de Elliot Smith, “Here it is” de Leonard Cohen, “Never die Young” num inspirado dueto com James Taylor ou a iluminada “Waters of March” de Tom Jobim. Destaque ainda para a inédita composição de Luciana e Larry Klein em “You and the girl”.
Luciana Souza diz ter pretendido renovar o som bossa-nova para este milénio, não sei se o conseguiu mas este “The New Bossa Nova” é uma verdadeira lufada de ar fresco nas recentes edições discográficas. 9/10
 
Clique AQUI e conheça um pouco melhor este trabalho.
publicado por rayoflight às 00:43
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Atlas

“Atlas” de Guida de Palma e Jazzinho é um grande disco. Ponto final parágrafo.
Jazz, soul, mpb, funk, bossa-nova, samba, afro-sound e até uma piscadela à música popular portuguesa na lindíssima “Tide” são alguns dos géneros musicais presentes neste trabalho verdadeiramente universal, como a própria cantora diga-se! Guida de Palma nasceu em Setúbal, estudou em França e radicou-se em Londres onde com Ed Motta e o seu grupo Jazzinho gravou este surpreendente “Atlas”.
São 12 temas (13 se contarmos com a bónus track “Dá tempo ao tempo” num fantástico remix por Nicola Conte) que surpreendem pelo vigor, a produção impecável de Ed Motta, a excelência dos músicos, a qualidade dos arranjos mas e principalmente pela voz de Guida de Palma que percorre todos os géneros e escalas com uma segurança e sentido melódico no mínimo geniais. Destaques do CD? Quase impossível enumerar alguns…é que não existe aqui um único tema fraco ou que fique abaixo das expectativas do próprio disco que não pretende mais do que ser uma sincera amostra do som que Guida de Palma assimilou ao longo destes anos fora de Portugal. O disco abre com o revigorante samba (cantado em inglês) “The lagoon Monster”, sobe alto no cool-jazz de “Canção de embalar”, dá-nos um funk fantástico em “Dá tempo ao tempo” e “Desumano”, cola-nos o ritmo à pele na africana “Maria mulata”, transforma-se em musical da Broadway no dueto com Ed Motta em “Symmetry”, “Aos meninos de Angola” com muita soul é “apenas” e já uma das melhores canções do ano, a já citada emotiva “Tide” (em homenagem às vitimas do Katrina em New Orleans) e a sensualidade em francês de “Symetrie” são algumas das pérolas aqui encontradas. Um disco verdadeiramente universal, coeso, cheio de surpresas e que merece fazer parte da discoteca ideal de muito boa gente. Obrigatório, 10/10
http://www.myspace.com/jazzinho
publicado por rayoflight às 14:42
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 19 de Julho de 2007

Na Bossa...

Ainda não muito conhecida entre nós, Silvana Malta tem já uma longa carreira discográfica desde que gravou com Hermeto Pascoal no brilhante “Só não toca quem não quer” de 1987. Em 2005 o aclamado cd “Céu de Brasília” com a participação de Airto Moreira e Toninho Horta conseguiu algumas das melhores críticas da imprensa especializada desse ano e agora a cantora está de volta com “Be Bossa” que acaba de ser lançado em Portugal. Acompanhada por um excelente leque de músicos e com uma sensibilidade musical brilhante, Silvana Malta desfila talento e saber em 11 temas que se ouvem num ápice! Sempre com bom gosto nos arranjos e no reportório seleccionado ouve-se aqui alguma da melhor bossa nova, jazz e MPB do que actualmente se faz por aí e este é mesmo um daqueles discos que merece uma audição atenta já que muitos são os pontos altos: da sentida e emotiva “Bonita” (Tom Jobim, Gene Lees e Ray Gilbert) aos quase 6 minutos da genial leitura de “Retrato em branco e preto” (Tom e Chico Buarque”, da vibrante “Jangada” (Edu Lobo e Capinan) à emoção contida em “Canto triste” (Edu Lobo e Vinicius de Moraes) ou da alegria de “Tin tin por tin tin” (Haroldo Brabosa e Geraldo Jacques) ao jazz sublime de “Eu te amo” (Tom e Chico). Todos os anos são lançados inúmeros discos que visam recriar algumas das melhores canções do rico cancioneiro brasileiro, mas, poucos são os que como este “Be Bossa” o fazem de maneira magistral. Uma agradável surpresa, 9/10.
Para conhecer mais um pouco sobre a carreira de Silvana Malta e "Be Bossa" visite o site oficial: http://www.silvanamalta.com/
publicado por rayoflight às 00:58
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Julho de 2007

Antecipação

“The New Bossa Nova” é o nome do novo trabalho de Luciana Souza, uma das melhores vozes da nova Música Popular Brasileira. Com data de lançamento prevista para dia 21 de Agosto pela Verve, este trabalho apresenta-nos algumas das músicas favoritas da cantora como “When we dance” de Sting, “God only knows” de Brian Wilson, “Down to you” de Joni Mitchell, “Here it is” de Leonard Cohen ou “Águas de Março" de Tom Jobim junto a dois inéditos: “You and the girl” e “Love is for strangers”, tudo no melhor estilo bossa-nova que a cantora diz pretender apresentar às novas gerações. Três vezes nomeada para os Grammy e com os seminais “Brasilian duos” e “Duos II” no curriculum, “The New Bossa Nova” é já um dos mais aguardados discos do ano.
publicado por rayoflight às 00:34
link | comentar | favorito
Domingo, 8 de Julho de 2007

Agenda

Couple Coffee & Band apresentam o excelente “Co’as Tamanquinhas do Zeca!” dia 14 de Julho no Musicbox em Lisboa.
 
«Os Couple Coffee, dados a conhecer em 2005 através do seu disco de estreia “Puro”, apresentam-nos o seu mais recente trabalho baseado na obra do autor português - José Afonso. “Co’as Tamanquinhas do Zeca!” é o título do novo álbum que nos mostra o projecto brasileiro com uma formação mais alargada. Para além da dupla original, formada por Luanda Cozetti na voz e Norton Daiello no baixo eléctrico, contam agora com a presença dos músicos Sérgio Zurawski (Zurawski Ensemble) na guitarra e Ruca Rebordão (Rao Kyao, Teresa Salgueiro) nas percussões.
 

Partindo da sua visão contextualizada sobre Zeca Afonso, os Couple Coffee & Band criam uma abordagem à música do cantautor baseada nas suas experiências e vivências pessoais enquanto músicos. Utilizando uma linguagem musical sincera, com arranjos e interpretações que reflectem as influências e gostos dos artistas, recriam alguns dos seus temas de referência (e outros menos óbvios) através de sonoridades ligadas à Bossa Nova, à Música Popular Brasileira ou ao Jazz.»

http://www.myspace.com/couplecoffee

 

publicado por rayoflight às 16:51
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 19 de Maio de 2007

Bossa Nova

Lê-se no encarte desta colecção de 5 cd´s que esta box apresenta “A bossa nova como ela foi, é e deveria ser para sempre…”, produzida por Roberto Menescal (que também toca guitarra em vários temas) e com textos de Ruy Castro (escritor e autor de livros como “Chega de saudade- A história e as histórias da Bossa Nova”), “3 na Bossa” apresenta Edmur Hebter no piano, Elaine do Valle no contrabaixo, Toninho Pinheiro na bateria e as suas leituras para clássicos tão intemporais como “Wave”, “Dindi”, “Pra machucar meu coração”, “Chega de saudade”, “Se todos fossem iguais a você” entre muitos outros exemplos do que melhor a Música Brasileira trouxe ao mundo. Tudo “embalado” na eficaz produção de Menescal e pontuado com uns arranjos de muito bom gosto. São ao todo 50 melodias divididas em 5 discos: o primeiro de nome “A Bossa deles” apresenta clássicos da música americana e internacional como “Just in time”, “Fly me to the moon”, “The man i love”ou “Fascinating rhyhm” «temperados com Bossa Nova», o segundo cd “Carinhos sem ter fim” tem como tema principal o Amor e apresenta um reportório apoiado nos dois maiores românticos da Música Popular Brasileira: Tom e Vinicius, segue-se “Olha que coisa mais linda” com o Rio de Janeiro, o sol, a praia e o mar como pano de fundo e canções como “Copacabana”, “Corcovado” ou “Garota de Ipanema”. “Eis aqui esse sambinha” o quarto cd da colecção eleva o samba como género maior da canção brasileira e por último “Pra tudo terminar na quarta-feira” com 14 temas compostos nos anos 50 e 60 como “Minha namorada”, “As rosas não falam” ou “A noite do meu bem”. Uma viagem sobre alguma da melhor Música que o mundo conheceu e que se tem mantido firme e intemporal ao longo de todos estes anos. Cada disco desta colecção apresenta ainda um tema interactivo com videoclip. Indispensável, 10/10.
publicado por rayoflight às 05:55
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Ivan Lins

“Acariocando” (ver crítica aqui no blog no histórico de dia 10 de Outubro) foi um dos grandes discos de 2006! Agora, Ivan Lins vem finalmente a Portugal apresentar o seu último disco num espectáculo a não perder dia 17 de Julho no CCB.

Segue o texto de apresentação do concerto:
 
Ivan Lins é um artista passional, todo coração, independentemente de ser hoje um dos maiores compositores do mundo unindo a emoção à precisão técnica, a variedade rítmica e temática da música brasileira à sofisticação do jazz.
 
Já foi gravado por Sarah Vaughan, Ella Fitzgerald, George Benson, Carmem MacRae, Barbra Streisand e Quincy Jones, entre tantas outras “feras” mundo afora. No seu país, foi gravado, desde sempre pelos melhores como Elis Regina, por exemplo.
 
Acordes perfeitos para obras-primas como Madalena (seu primeiro grande sucesso, em gravação histórica de Elis Regina), O Amor é meu país, Somos todos iguais nesta noite, Abre alas e Começar de novo, influenciado pelo jazz e pela bossa nova.
 
Profícuo e eclético, Ivan Lins vai do jazz mais sofisticado ao mais puro samba e folclore brasileiro.
 
Neste concerto, onde apresenta o seu último trabalho “Acariocando” poderemos ouvir temas compostos em grandes parcerias com Chico Buarque “Renata Maria”, “Acariocando”, Aldir Blanc, paradoxalmente carioca a parceria de Ivan com Lenine, “Se acontecer”.
 
Este é um concerto rico em composições, em parcerias, tanta música celebrando o Rio de Janeiro, o Rio não merecia melhor homenagem.”
publicado por rayoflight às 00:01
link | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Antecipação

. The New Bossa Nova

. Atlas

. Na Bossa...

. Antecipação

. Agenda

. Bossa Nova

. Ivan Lins

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds