Terça-feira, 26 de Maio de 2009

Ruas

“Ruas” é o novo trabalho de Mísia. Dividido em dois discos temos no primeiro uma sentida homenagem a Lisboa de nome “Lisboarium” e no segundo uma muito interessante visita pela world music em “& Tourists”. No primeiro cd temos fado, fado-canção e até uma morna na iluminada “Joana Rosa”. “Que fazes aí, Lisboa”, a genial “Autopsicografia”, a popular “Lisboa não sejas francesa”, a emotiva “É noite na Mouraria” e o inesperado “Fado inventaire” são grandes momentos de um disco de fado clássico, mas com um piscar de olho à modernidade que sempre foi característica da música de Mísia. Já em “& Tourists” ouvimos Mísia como nunca a esperamos ouvir e uma autêntica viagem à (boa) música que se vai fazendo por esse mundo fora, a tocante versão de “Hurt”, uma etérea “Biraz kul biraz duman”, a lindíssima “Mi sono innamorata di te”, o inspirado dueto com Peppe Servillo em “Era de Maggio”, a vivacidade de “Love will tear us apart” e uma poderosa “Rosa dos ventos” estão entre as grandes surpresas deste disco. Um trabalho corajoso, de muito bom gosto e a elevar o fado e arte de Mísia para um patamar (ainda) mais alto. 10/10

publicado por rayoflight às 00:37
link do post | comentar | favorito
Sábado, 11 de Abril de 2009

Agenda

A não perder dia 22 de Abril no grande auditório da Culturgest em Lisboa, uma das nossas melhores fadistas e também vencedora do Prémio Amália 2009 na categoria poesia - Aldina Duarte. Oportunidade para ouvir ao vivo o último cd “Mulheres ao espelho” e os anteriores (e também magníficos) “Apenas o amor” e “Crua”.

publicado por rayoflight às 00:32
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Março de 2009

Teatro S. Luiz/ CCB

Sobre o mote “O S. Luiz noutros palcos” (a sala principal do conhecido teatro continua em obras), Cristina Branco com a apresentação do novíssimo “Kronos” e a brasileira Maryana Aydar - na sua estreia em Portugal - vão actuar no grande auditório do CCB em Lisboa.

Seguem as datas:
 
Cristina Branco – 18 de Abril
Maryana Aydar – 25 de Maio
publicado por rayoflight às 00:56
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Ao vivo

Bebel Gilberto é uma das mais conhecidas cantoras brasileiras da actualidade, o seu som que mescla com saber bossa-nova, jazz e electrónica, faz a delícia de uma grande legião de fãs e ao vivo a sra. não desilude! “Momento” o inspirado disco de 2007, dá o mote para dois concertos da cantora em território nacional, o primeiro dos quais ocorreu ontem na sala principal da Casa da Música no Porto. Tão cool, segura, jazzística e sensual como as suas canções, Bebel Gilberto cativou o público presente com um grande espectáculo que apesar de ter começado morno (“Baby” o primeiro tema da noite "sofreu" devido a dificuldades técnicas), foi crescendo à medida que avançava, terminando depois numa grande festa. Com um registo vocal muito próprio, a sobrinha de Chico Buarque e filha de João Gilberto e Miúcha mostrou que “filho de peixe sabe nadar” e desde a luminosidade de temas como “Momento” ou “Os novos yorkinos” à delicadeza de “Close to You” e “So nice (summer samba)", da força de “Bring back the love” e “Aganjú” (que transformaram a sala Suggia da Casa da Música numa imensa discoteca), do samba de “Caçada” à bonita interpretação de “Mais feliz”, foram muitos os bons momentos deste concerto. Pelo meio ainda se cantou os parabéns à cantora (uma surpresa entre a banda e o público) que nos mostrou uma Bebel Gilberto visivelmente emocionada e agradecida. Hoje é a vez da Aula Magna em Lisboa receber Bebel e as suas canções cool,  jazzísticas e sensuais num concerto seguramente a não perder!!

publicado por rayoflight às 04:16
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Samba meu

Maria Rita traz a Portugal o excelente “Samba meu” (crítica aqui no blog a 04 de Outubro de 2007) com duas passagens pelo Coliseu dos Recreios em Lisboa a 24 e 25 de Junho e dia 27 no Coliseu do Porto.
publicado por rayoflight às 00:45
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

...pra se ter alegria!

Uma das boas surpresas de 2007 foi o disco “Que belo estranho dia pra se ter alegria” de Roberta Sá, agora em 2008 a boa nova é que a cantora estará ao vivo em Portugal no Santiago Alquimista em Lisboa no dia 04 de Abril. Os bilhetes (€25) já estão à venda!
 
“É a nova cara bonita da música brasileira.
É a nova voz bonita da música brasileira.
Tem voz, tem musicalidade e tem muito bom gosto. E muito bom gosto terá também quem não deixar passar a oportunidade de ver esta apaixonada da música popular brasileira pela primeira vez em Portugal.
Vem promover o segundo álbum de originais Belo Estranho Dia pra se Ter Alegria e acaba por ser, nada mais, nada menos, que a sua muito própria reinvenção de contemporaneidade musical brasileira. Samba, festa, poesia, tropicalismo e muita sensualidade são apenas alguns dos conceitos mais que prometidos no palco do Santiago Alquimista, dia 4 de Abril.”
publicado por rayoflight às 02:37
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

50 anos de Bossa-Nova

Depois do sublime “Co'as Tamanquinhas do Zeca” os Couple Coffee gravam na primeira semana de Março o novo trabalho “Young and lovely – 50 anos de Bossa Nova”. O disco que será gravado ao vivo nos concertos da banda a 1 e 2 de Março no Music Box em Lisboa, terá temas de Tom Jobim, Carlos Lyra, Vinicius de Moraes, Roberto Menescal entre outros nomes sonantes da Bossa-Nova. Duas noites que se adivinham memoráveis…
publicado por rayoflight às 00:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Mágico

Chama-se “A vida é perto” e traz a Portugal uma das melhores cantoras da actualidade, Olivia Byington. Neste espectáculo entra-se pelo camarim da cantora, vêm-se objectos pessoais (e recordações) de uma senhora que há décadas nos tem dado alguma da melhor música popular brasileira e vive-se uma experiência única. Ao entrar na sala (perfumada a incenso) a cantora já está em palco, rodeada por alguns livros, um computador, uma mesa, cadeira, um banco e claro um violão. Está em casa e nós estamos em casa dela. Fala, conta histórias, faz-nos rir e emocionar, e canta…e como canta! Segura, afinada e emotiva, depois temos as canções, grandes canções, de “Areias do Leblon” (do novo disco) a “Modinha” (Tom e Vinicius), do samba “Menina fricote” (dos saudosos Henrique e Marília Batista) ao clássico “Lady Jane” (o seu primeiro grande sucesso), do dueto com Seu Jorge em “Na ponta dos pés” à lindíssima “Muito romântico” de Caetano Veloso ou “De que callada manera" de Pablo Milanês. No final a obra-prima “Mais clara, mais crua” (Egberto Gismonte) confirmou o que já se tinha visto e ouvido: OIivia Byington chegou a Portugal só com o seu violão e uma mão cheia de recordações, recebeu-nos em “sua” casa e provou que a simplicidade e a sinceridade são o segredo para um concerto inesquecível, dos melhores que já tivemos a sorte de assistir.

 

 “A vida é perto” regressa dias 21, 22, 23 e 24 ao Teatro Mundial em Lisboa, perder esta oportunidade é deixar passar ao lado um dos mais inteligentes concertos que já passaram por Portugal...

publicado por rayoflight às 02:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

A vida é perto!

Este fim de semana no Teatro Mundial em Lisboa:
OLIVIA BYINGTON – “A vida é perto”
 
«Olivia Byington lançou o seu décimo disco em 2005 em Portugal e só em 2006 no Brasil. Esta ordem não existiu à toa, é que este é o disco mais português da cantora. Em primeiro lugar por ser composto, quase na totalidade, por parcerias da própria cantora com o poeta português Tiago Torres da Silva, depois por recorrer a arranjos do virtuoso guitarrista Pedro Jóia e, por último, por fazer uma declaração de amor a Lisboa, à luz de Lisboa, aos amores de Lisboa, a tudo aquilo que Olívia ama nesta cidade no tema “Até Lisboa”.
 
Agora, Olívia faz o percurso contrário: depois de lotações esgotadas durante catorze semanas no Teatro Laura Alvim no Rio de Janeiro e de uma grande digressão que passou por São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Belo Horizonte, e que ainda passará por Paris, a cantora traz o espectáculo “A vida é perto” a Lisboa. E trá-lo ao Teatro Mundial porque este é um espectáculo que, como o nome indica, precisa de estar perto das pessoas, porque este não é bem um espectáculo, é um segredo, uma confissão, uma confidência…
 
O Teatro Mundial é um teatro pequeno, intimista, um Teatro que só agora ganha a música, primeiro com Seu Jorge, agora com Olívia, e em Abril com Tord Gustavsen.
 
O público entra no teatro pelo camarim da artista, onde os objectos o convidam a entrar no universo de Olivia. Quando deixa o teatro, esse mesmo público sai com a sensação de ter passado uma noite na sala de estar de Olívia Byington, ouvindo as suas canções, as suas estórias, os seus fracassos e as suas vitórias, tudo isto ilustrado por objectos pessoais da cantora, manuscritos de poetas e músicos e, sobretudo, pelas canções, pelas muitas canções que falam tanto dela como as suas próprias estórias.
 
Por isso, não poderiam estar apenas as parcerias com o poeta português como “Areias do Leblon” ou “Por dentro das canções”, era necessário que os outros muitos parceiros que com ela fizeram música, com ela dividiram o palco, com ela construíram uma carreira de um prestígio inquestionável, também estivessem presentes. Por isso estão lá “Anos dourados” e “Modinha” de Tom Jobim. Por isso as belas palavras de Geraldo Carneiro e Cacaso, por isso “De que callada manera” de Pablo Milanês. Por isso “Alguém cantando” e “Muito romântico” de Caetano Veloso. Por isso também “Mais clara, mais crua” que Egberto Gismonti fez para o primeiro disco de Olívia e depois perdeu a letra e ficou mundialmente conhecida como “Palhaço”.
 
O público ri, chora, intervêm, questiona, emociona-se e sai do Teatro com a sensação de que esteve ali a viver um espectáculo mais do que a assistir um espectáculo.
 
Foi isso que levou Luís Fernando Veríssimo a declarar ao jornal “o Globo” do Rio de Janeiro que “O único problema do espetáculo é que depois de ver e ouvir a Olívia, você custa a voltar para o chão”.»
 
TEATRO MUNDIAL de 14 a 24 de Fevereiro, 21h30
5ª, 6ª, sábado e domingo
publicado por rayoflight às 10:08
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Agenda

Paula Oliveira e Bernardo Moreira levam “Fado Roubado”, o excelente novo disco, ao palco do Jardim de Inverno do Teatro S. Luiz em Lisboa. De terça a sábado às 23:30, de 29 de Janeiro a 05 de Fevereiro. Na “bagagem” trazem também o anterior “Lisboa que adormece” lançado em 2005 e 3 convidados de luxo: Fernando Tordo no dia 30 de Janeiro, Paulo de Carvalho a 31 e Maria João no dia 01 de Fevereiro.
 
A não perder!
publicado por rayoflight às 02:20
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Agenda

. Fado global

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds