Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Desconstrução

“Maravilhoso”, “arrojado”, “imperdível”, “de muito bom gosto e charme”, “belo”, “luxuoso”… estes são alguns dos elogios que o álbum “Des Cons Tru Ç ão” tem vindo a recolher por parte da crítica especializada desde o seu lançamento em 2005. Agora em 2007, chega a reedição deste trabalho que é seguramente um dos melhores da já extensa discografia de Eugénia Melo e Castro 
“Des Cons Tru Ç ão – Chico Buarque o Autor” que já conheceu crítica aqui a 15 de Outubro de 2006, regressa de novo ao blog por parte desta nova edição...e muitas são as diferenças em relação ao CD lançado em 2005: primeiro, temos nova capa e novo projecto gráfico – de novo irrepreensível e luxuoso, depois temos o formato – disco duplo – e claro, o mais importante: 6 novas canções! Quatro delas gravadas em 2004 mas que só conheceram gravação na edição limitada Vivo (apenas disponível no Brasil), as restantes duas foram gravadas em 2006 (depois de uma longa digressão) e são, digamos, a jóia deste lançamento! Mas vamos por partes: dos temas já editados mas que permanecem inéditos para o grande público temos 4 grandes canções: a jazzística “Mil perdões”, a lindíssima “Acalanto” (com a participação de Pedro Jóia), a cool “A mais bonita” e a etérea “Soneto”.
As duas restantes e inéditas gravações são a grande surpresa deste disco, surpresa porque quando pensávamos que Eugénia Melo e Castro não conseguiria superar-se a si mesma com o reportório de Buarque eis que surge a sua leitura de duas das mais belas canções do cantautor: “Roda Viva” e “O que será- à flor da pele”… e aqui é notório e desarmante a facilidade com que a cantora transforma e torna suas duas canções que já conheceram inúmeras versões e por parte dos mais variados artistas… “Roda viva” com a participação de Jaques Morelenbaum é simplesmente brilhante, apoiada num fundo sonoro rico e intenso a interpretação da cantora sobressai mesmo quando a sua voz aparece “alterada” e distante…”O que será- à flor da pele” é emoção! Emoção pura que começa logo no (fantástico) sax do início do tema e que ganha asas na voz dolente e marcante de Eugénia.
Depois do inovador “Paz” (2002, mas cuja nova edição remasterizada também já chegou às lojas) e antes da pop inteligente do novo “Poportugal” (2007), Eugénia Melo e Castro lançou um songbook dedicado à obra de Chico Buarque, esta reedição só vem lembrar a obra-prima que é este disco “Maravilhoso”, “arrojado”, “imperdível”, “de muito bom gosto e charme”, “belo”, “luxuoso”…10/10
 
Segue nos posts abaixo os vídeos que registam a gravação de duas das canções deste trabalho: “Bem querer/Futuros amantes” com a participação de Adriana Calcanhotto e “Bom conselho” com o próprio Chico Buarque.
publicado por rayoflight às 02:26
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Contos de fados

. Gato escaldado

. Água

. Viagem

. Agenda

. Maíra Freitas

. Agenda

. Brasil encena

. Ao vivo

. Agenda

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds