Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Lançamento

Num ano musical marcado por vozes nacionais a cantar MPB (Teresa Salgueiro, Maria João e Maria de Medeiros) eis que Eugénia Melo e Castro, a “nossa” Geninha que sempre cantou (e bem) canções e poemas do país irmão, surge com um novo disco. Um disco POP e com canções PORTUGUESAS! Isso mesmo, leram bem, os papeis inverteram-se e agora é Eugénia quem “canta” Portugal… e bem! Não que já não o tivesse feito, é só recordarmo-nos dos seminais “Amor é cego e vê” de 1990 ou “Lisboa dentro de mim” de 1993, mas talvez ainda não o tivesse feito de uma maneira tão simples, directa, enfim…pop.
 
“PopPortugal” é o nome do disco e vem suceder aos momentos (discográficos) mais luminosos da longa carreira desta senhora: “Paz”, disco de originais de 2002 e “Des Cons Tru Cão- Chico Buarque o Autor” de 2004.
 
Com temas que percorrem alguma da história POP nacional de 1972 a 2001, “PopPortugal” é um disco despretensioso, directo e que nos traz uma Eugénia como desde “Paz” não a ouvíamos. Longe das majestosas e sentidas interpretações que ouvimos em “Des Cons Tru Ç ão”, Eugénia tem aqui um papel mais contido mas não menos eficaz, as canções com novos e surpreendentes arranjos aliam-se à sua voz e trazem-nos um dos grandes discos pop em português deste Verão depois do lançamento de “Momento” de Bebel Gilberto e antes de “Sim” de Vanessa da Mata. E um disco POP é exactamente isto que ouvimos aqui: grandes canções, arranjos eficazes, uma voz que está sempre na medida certa mas, e sobretudo… um disco que se ouve bem e que vai crescendo a cada audição!
 
Não se pense no entanto que aqui se vai escutar um “simples” disco de versões, como na desconstrução da obra de Buarque, também “PoPortugal” apresenta uma leitura muito própria das canções apresentadas (na maioria delas só pela letra é que as conseguimos identificar) o que torna a viagem ainda mais “saborosa”. Temas a destacar existem muitos e bons: “Se quiseres ouvir cantar” (1972, Tozé Brito) é a primeira canção de “PopPortugal" e um dos mais bonitos temas do CD, pontuado por um coro etéreo e por uma interpretação sentida e a “crescer” à medida que a canção vai avançando. “Asas” (2000,GNR) é a grande surpresa deste trabalho, esqueçam pf o original (também ele excelente) pois aqui o que se ouve é uma canção “pop-trolaró”: luminosa, fresca, viciante, daquelas que apetece ouvir bem alto e cantar mais alto ainda, easy-listening? Sim sr! E como há muito não se ouvia…
…Sopro do coração” (2000, Clã), que este tema é uma das mais bonitas canções de toda a música já feita em Portugal ninguém tem dúvidas, agora como regravar um tema assim com a fasquia já tão alta? Pois bem, afinal é fácil, é só transportar a melodia para um registo easy-jazz, moderar graves e agudos límpidos numa interpretação para ninguém “botar” defeito e voilá: uma nova canção que se não ombreia o original pouco há-de faltar. “Romaria” (1983, Jafumega) o tema renasce aqui numa canção vigorosa em que sobressai um sax fantástico! Destaque ainda para os últimos versos com um coro de vozes nada esperado a finalizar com chave de ouro uma composição que entra no novo milénio pela porta grande. “Põe os teus braços à volta de mim” (1978,Gabriela Shaff) uma canção lindíssima e que Eugénia transporta para o “seu” mundo musical com um fundo electrónico a fazer lembrar o disco “Paz”, a parte final da canção com “aquele” agudo e uma parede sonora fantástica é impagável! “Eu sou” (1981, Doce) - saudades das Doce? Pois bem, esta versão sussurrante e a milhas do original é um dos melhores e mais surpreendentes temas deste disco, densa, emotiva, e muito, muito bonita.
 
E é assim “PopPortugal” o novo disco de Eugénia Melo e Castro, um disco POP perfeito, e perfeito para ouvir num daqueles dias de Verão em que a música se quer simples, imediata mas com substância. 9/10
"PoPortugal" chega às lojas dia 18 de Junho.
publicado por rayoflight às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Contos de fados

. Gato escaldado

. Água

. Viagem

. Agenda

. Maíra Freitas

. Agenda

. Brasil encena

. Ao vivo

. Agenda

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds