Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

É melhor ser alegre que ser triste...

Organizada pela Fundação Luso-brasileira, a “Mostra de Cinema Brasileiro” traz a Lisboa e ao cinema S. Jorge doze filmes brasileiros ainda inéditos em Portugal. Dia 19 de Outubro arranca a mostra com “Vinicius”, filme realizado pelo genro de Vinicius de Moraes, Miguel Faria Jr. Segue o press-release do filme por Dominique Valansi:

 

Vinicius: o homem e o mito
 
Poeta, escritor, autor de teatro, diplomata, advogado, crítico de cinema, músico, compositor, boêmio e um eterno apaixonado pelas mulheres - não necessariamente nesta ordem-, ele continua sendo um ícone da cultura brasileira por sua obra e trajectória únicas.
 
Além de contar a vida do poeta cronologicamente, o filme híbrido de documentário e ficção contextualiza sua história intercalando vídeos e fotos de época, depoimentos emocionados (e despojados) de pessoas próximas, leitura de seus poemas, imagens caseiras inéditas e releituras de seus maiores sucessos por intérpretes convidados. Intimista e pessoal, faz uma profunda análise de seus inúmeros e intensos relacionamentos. Afinal, segundo dizem, Vinicius nunca gostou de estar só.
 
Da infância marcada pela religiosidade do colégio Santo Inácio, Vinicius passa pela rigidez da faculdade de Direito e produz muitas poesias eruditas com toques católicos. Ele estuda em Londres, casa-se, tem filhos, volta para o Brasil e torna-se diplomata. Ao longo dos anos, ele vai se deslocando deste mundo inicialmente erudito e europeu, para o popular e brasileiro, uma dualidade que o acompanhou a vida toda. Em seu depoimento, Edu Lobo declara que "Vinicius era um velho com 24 anos". E Ferreira Gullar completa afirmando que "aos poucos ele vai virando o Vinicius, vai virando brasileiro".
 
Um ponto em que ele quebra paradigmas, ao reunir a cultura popular brasileira à erudita, é na peça Orfeu da Conceição, escrita para um elenco obrigatório de actores negros. Ela serviu de base para o filme Orfeu Negro, que em 1959 conquistou o primeiro prémio no Festival de Cannes.
 
Em um hilário depoimento, Caetano Veloso lembra que a primeira vez que "viu" Vinicius foi na televisão, falando sobre Orfeu da Conceição. Ele conta que comentava com todos na Bahia que tinha um escritor no Rio muito bom, chamado Vinicius, que era negro. Na verdade quem estava sendo entrevistado na TV era o protagonista da peça. Como não sabia disso, o compositor baiano passou mais de um ano sem saber do engano.
 
A vida pessoal de Vinicius, seus nove casamentos e a relação com a família são abordados de modo intenso por suas filhas Suzana (produtora do filme), Georgiana, Luciana e Maria. Sua amiga Tônia Carrero conta que "ele precisava do precipício da paixão" para viver e por isso se apaixonava tanto.
 
A boêmia e seu "cachorro engarrafado", o uísque, sempre presentes nas últimas décadas de sua vida têm destaque no filme. Em um vídeo caseiro inédito feito por Suzana, Tom Jobim e Vinicius aparecem completamente bêbados em um jardim, cantando “Pela Luz dos Olhos Teus.”
 
A música e suas parcerias a partir do nascimento da Bossa Nova são outros aspectos fundamentais do filme. Chico Buarque conta que o conheceu com 10 anos, pois Vinicius era amigo de seu pai. Também dão seus depoimentos Gilberto Gil, Miúcha, Toquinho, Maria Bethânia, Francis Hime e Carlinhos Vergueiro.
 
O elo da história com o presente é a montagem de um pocket-show em homenagem a Vinicius, em um palco simples, com uma bela iluminação. Nele, Camila Morgado e o actor Ricardo Blat recitam e interpretam poemas, "apresentando" o filme para o público. Apaixonada pelo poeta, a atriz afirma que "Vinicius não pertence a uma geração. Pertence a todas. Não há como não ser tocada por sua obra".
 
A parte musical fica por conta de novos nomes que interpretam clássicos da obra de Vinicius. Yamandú Costa toca “Valsa de Eurídice”, Mônica Salmaso canta “Insensatez” e “Canto Triste” e o sambista Zeca Pagodinho entoa “Pra Que Chorar”. Em uma apresentação emocionada, Adriana Calcanhoto toca “Eu Sei Que Vou te Amar” e Mariana de Moraes canta “Coisa Mais Linda”. Também participam Mart´Nália, Nego Jeff e Lerov, Sérgio Cassiano, Olívia Byington e Renato Braz numa seleção diversificada e interessante.
O sentimento que é mais evocado e talvez provocado pelo filme é a alegria e o amor. A intensidade do amor de Vinicius pelas pessoas, pelo Brasil e pela vida é contagiante. Muita gente vai sair do cinema com a total certeza que "É melhor ser alegre que ser triste / Alegria é a melhor coisa que existe / É assim como a luz no coração".
publicado por rayoflight às 00:32
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De João Araújo a 13 de Outubro de 2006 às 10:05
Obrigado pela dica e parabéns pelo blog. Abraço


De Dominique Valansi a 25 de Junho de 2007 às 01:27
Eu que escrevi a matéria,

não se esqueça dos créditos!!!


De Ray of Light a 25 de Junho de 2007 às 11:53
Dominique, se ler a matéria do início está lá o seu nome: "Segue o press-release do filme por Dominique Valansi"
Beijos e obrigada pela visita!


Comentar post

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Contos de fados

. Gato escaldado

. Água

. Viagem

. Agenda

. Maíra Freitas

. Agenda

. Brasil encena

. Ao vivo

. Agenda

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds