Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

Antecipação

Chama-se “Kronos” e é o novo trabalho de uma das nossas melhores vozes, Cristina Branco.
Segue o texto de apresentação daquele que já é um dos discos mais aguardados para 2009:
 
“Em Março de 2009, Cristina Branco dará a conhecer o seu novo disco. Chama-se “Kronos”, terá por tema unificador o TEMPO e será constituído por canções inéditas compostas por uma dezena de criadores muito diferentes, unidos por um traço comum: todos têm percursos desenhados ao longo de muitos anos, com contributos extraordinários na afirmação de um cancioneiro português de qualidade. José Mário Branco, Sérgio Godinho, Amélia Muge, Rui Veloso/Carlos Tê, Vitorino, Janita Salomé, Victorino d’Almeida, Mário Laginha, Carlos Bica, João Paulo Esteves da Silva e Ricardo Dias compõem o lote de temas inéditos de “Kronos”. Seria fastidioso, e pouco menos do que inútil, sublinhar o valor e a importância de cada um para a música de expressão portuguesa.
 
“Kronos” será o décimo disco de uma carreira que teve início num palco de Amesterdão, em 1996, e que desde então nunca mais parou. O repertório dos primeiros anos de Cristina Branco foi marcado por uma confessada admiração de Cristina por uma das personalidades mais fortes da canção portuguesa de todo o século XX: Amália Rodrigues. A fadista continuará a ser uma referência incontornável para a cantora, como o prova, aliás, o seu penúltimo disco, gravado em 2006, “Live”, perpassado pela herança de Amália. Com “Abril”, no ano seguinte, Cristina Branco recriou à sua maneira o mundo musical e poético de outra personalidade tutelar da canção portuguesa das últimas décadas: José Afonso. Como diz Cristina Branco, estes dois últimos discos foram trabalhos “de reflexão, de ponderação sobre tudo o que aconteceu” até agora. Com “Kronos”, a cantora propõe-se “ reflectir sobre o agora, o que passou e o que virá (…), para fazer o futuro”.
 
Dão corpo a “Kronos”, para além da voz de Cristina Branco, o piano de Ricardo Dias, a guitarra portuguesa de José Manuel Neto, a viola de fado de Alexandre Silva e a guitarra baixo de Fernando Maia.”
publicado por rayoflight às 00:16
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De XS a 19 de Novembro de 2008 às 21:30
Excelente escolha!


Comentar post

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
21
24
25

28
29


.posts recentes

. Contos de fados

. Gato escaldado

. Água

. Viagem

. Agenda

. Maíra Freitas

. Agenda

. Brasil encena

. Ao vivo

. Agenda

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.A visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds